Como se tornar um investidor de imóveis

15/09/2015 - 21h37 - Atualizado em 15/09/2015 - 21h37
Autor: Paula Gama | [email protected]

Conheça as lições para ter sucesso com o mercado imobiliário

imoveisQuando se fala em investir dinheiro, aplicação em ações é a primeira modalidade que vem à cabeça, mas ela está longe de ser a melhor e mais segura opção. Os especialistas indicam imóveis como escolha mais certeira para fazer o dinheiro render sem riscos.

Investindo em propriedades é possível lucrar de duas maneiras: com a geração de renda mensal, o aluguel, e com a valorização do bem. Porém, é preciso estar ciente que os lucros virão de médio a longo prazo. No mercado imobiliário não faltam opções e ramos rentáveis. O consultor imobiliário José Luiz Kfuri explica que o futuro comprador deve apresentar seus desejos e necessidades a um profissional para definir seu perfil.

“Não há uma pessoa que tenha perdido dinheiro com imóveis em um prazo de dez anos, por exemplo. Este tipo de bem sempre valoriza. O negócio é saber qual tipologia se encaixa mais com o investidor, por onde quer começar. Se ele precisa de renda mensal, indico unidades que possam ser alugadas. Para quem pode esperar, a compra em uma localização com perspectiva de valorização futura é uma boa opção”, afirma Kfuri.

A coordenadora de atendimento Jô Suave decidiu começar a investir pelo mais simples, comprou um terreno próximo à sua casa, há dois anos. Neste período, o seu bem teve uma valorização de 100%. “Foi aí que vi que era hora de comprar um apartamento, vendi o terreno e reinvesti o dinheiro em uma unidade em construção. Em alguns meses ela será entregue e pretendo alugá-la. Aplicando o dinheiro investido inicialmente, jamais teria esta renda”, comemora Jô.

Quem também não quis saber de ações foi Gabriela Bertuani. Há quatro anos, voltando de um temporada no exterior, a empresária viu a necessidade de investir seu dinheiro. “Fui na opção mais segura, escolhi um imóvel que coubesse em meu orçamento, sem que eu precisasse me apertar. Tudo que ganhei com ele foi utilizado para comprar novas unidades também simples e de custo mais baixo. Hoje minha família possui um patrimônio sólido”, conta.

Dez passos para aplicar bem o seu  dinheiro

IMOveis2Apesar de ser um investimento seguro, a compra de um imóvel sempre precisa ser bem planejada. Por mais que a propriedade tenha uma boa localização, preço atrativo e documentação em dia, é melhor seguir dicas de profissionais para não se arrepender depois de fechar negócio. Confira o passo a passo para fazer seu dinheiro render por meio de imóveis.

Antes de começar a procurar a unidade ideal, é preciso saber se realmente possui recursos para investir ou deve esperar mais algum tempo. A melhor compra para renda é aquela que não sacrifica o orçamento familiar. Ou seja, junte um pouco de dinheiro antes de adquirir qualquer bem.

Depois de decidir o momento adequado e a forma de pagamento, é hora de escolher a tipologia mais indicada. O diretor da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Espírito Santo (Ademi-ES) Gilmar Custódio explica que para começar é bom conhecer algumas regras simples.

“Dentro dos imóveis comerciais, a sala se encaixa bem neste perfil. Elas possuem um custo menor e um alto retorno na hora de alugar, de 0,5 a 0,7% ao mês. No entanto, sua liquidez é influenciada pelo momento econômico, já que o público são empresas, comércios e profissionais liberais”, explica o diretor.

Quando se trata de apartamentos residenciais, Gilmar Custódio afirma que a economia influência pouco. “Todo mundo precisa de um lar. Por isso, imóveis residenciais têm alta liquidez, principalmente os mais compactos, de um e dois quartos. O retorno é bom, em torno de 0,4% ao mês”.

Oportunidade

A recomendação do consultor imobiliário Evans Edelstein é comprar unidades ainda em construção, para aproveitar descontos e reduzir o custo final da transação. “Quando o imóvel é entregue, já tem uma valorização grande, afinal, são quase três anos de obra. A dica é deixá-lo alugado alguns anos e vender quando houver mais procura no bairro. Apartamentos prontos também são opção, mas deve haver muito cuidado com a documentação”.

O diretor técnico da Sólida Empreendimentos, Luiz Vitor Morales, diz que quando o investidor tem mais recursos, é melhor comprar várias unidades do que apenas uma de valor mais alto. A pessoa com este perfil também pode apostar em unidades mais inovadoras.

Seja um investidor de sucesso

1. Junte dinheiro
Quanto mais dinheiro você tiver, mais cedo colherá os lucros. Antes de investir é necessários ter, pelo menos, o valor de entrada do imóvel

2. Escolha a forma de pagamento Financiamentos são comuns, mas o consórcio também é opção para o investidor

3. Defina a tipologia Unidades prontas dão retorno imediato. Imóveis comerciais podem ser mais lucrativos, mas dependem do momento econômico. Os residenciais são alugados mais facilmente. Terrenos dão retorno a longo prazo

4. Considere comprar na plantaAlém de pagar mais barato, durante a obra não há cobrança de juros

5. Cuidado com o usado Documentos de imóveis usados devem ser avaliados atentamente

6. PesquiseSe for alugar, pesquise o valor da locação na região. Descubra o retorno mensal comparando o investimento com o valor do aluguel. Se o aluguel representar 0,5% do valor do imóvel, a escolha é saudável. Por exemplo: Um imóvel comprado por R$ 300 mil deve ser alugado por, pelo menos, R$ 1,5 mil

7. Comece pelo mais barato Os imóveis com maior liquidez e mais procurados para aluguéis são de um e dois quartos

8. Invista em variedade Em vez de investir muito em uma propriedade, compre várias com melhor custo

9. Espere valorizar
A hora certa para passar o imóvel para frente é a que há mais procura do que demanda na região

10. Reinvista Separe uma conta corrente para receber os lucros do investimento. Sempre que juntar uma boa quantia, compre outro imóvel. É assim que os grandes investidores constroem patrimônio


PUBLICIDADE

Classificadões A Gazeta Copyright 2014. Todos os direitos reservados.